Piadas

Querida mamãe


A professora pediu para que os alunos escrevessem uma redação para o Dia das Mães. No final, deveriam colocar a frase: "Mãe, só tem uma!". Todos os alunos fizeram a redação. Uns elogiavam as mães, outros contavam alguma história, mas todos colocaram no final a frase "Mãe, só tem uma!". Faltou o Joãozinho. Aí a professora pediu para ele ler seu trabalho. Então o Joãozinho levantou-se e começou a ler: - Tinha uma festa lá em casa e a minha mãe pediu para eu buscar duas cocas na geladeira. Eu fui até a cozinha, abri a geladeira e falei: "Mãe, só tem uma!".

A Natureza é sábia


A natureza, explica a professora, trata sempre de dar compensações. Por exemplo, se uma pessoa perde um olho, a visão do outro torna-se mais forte, e se ensurdece de um ouvido, fica ouvindo muito mais nitidamente com o outro, e assim por diante... A senhora tem razão, falou o aluno lá do fundo, também já percebi isso. Por exemplo, eu notei que quando um homem tem uma perna mais curta que a outra, a outra é sempre mais comprida!

Uma observação lógica


A avó estava observando um desenho que sua neta de seis anos acabara de fazer, que aparentemente era um gato gordo. Ela então perguntou à sua neta que tipo de gato era aquele. A Menina deu mais uma olhada no desenho, e explicou que era uma gata, que logo iria ter gatinhos. Veja bem, vou lhe mostrar, ela disse à avó. E cuidadosamente desenhou quatro pequenos gatos dentro do corpo da gata. A avó então perguntou: Você sabe como eles foram parar lá dentro da barriga da mãe? Olhando com seriedade para sua avó, ela respondeu: Claro que sei. Eu desenhei eles!

Verbos


A professora pergunta para a Mariazinha: - Mariazinha, me dê um exemplo de verbo. - Bicicreta! - respondeu a menina. - Não se diz "bicicreta", e sim "bicicleta". Além disso, bicicleta não é verbo. Pedro, diga você um verbo. - Prástico! - disse o garoto. - É "plástico", não "prástico". E também não é verbo. Laura, é sua vez: me dê um exemplo correto de verbo - pediu a professora. - Hospedar! - respondeu Laura. - Muito bem! - disse a professora. Agora, forme uma frase com este verbo. - Os pedar da bicicreta é de prástico!

Sem os dentes


A mãe está sentada à porta de casa, conversando com as amigas. Aí passa o filho de bicicleta a toda velocidade com as pernas abertas e grita: Olha mãe, sem as pernas! Depois de algum tempo ele está de volta gritando: Olha mãe, sem as mãos! Passado mais um tempinho ele volta de novo: Olha mãe, sem os dentes!

Caipira não é bobo não


O caipira estava na roça, sentado à beira da estrada. Então um jovem bonitão, dirigindo um belo carro importado, parou e perguntou: - Ô caipira, você sabe onde é o posto de gasolina? O caipira respondeu: - Num sei não... - E o restaurante, caipira, você sabe onde é? E o caipira respondeu: - Num sei não... - E pelo menos a saída desta cidade, você sabe onde fica, ô caipira? E o caipira: - Num sei não... Então o bonitão perdeu a paciência: - Ô caipira, você não sabe de nada, heim? E o caipira disse: - É, mas pelo menos num tô perdido não...



Charadas

A sua idade.

O pé.

A Mônica. Ela fala "errado", o Cebolinha fala "elado".

Charadas

Abacaxi.

Nem desce, nem sobe. O pato não põe ovo, quem põe ovo é a pata!

O fósforo.

Charadas

Apenas uma, depois disso ela não estará mais vazia.

Samuel.

Todos!




ENVIE SEU DESENHO

Mande seu desenho aqui!

FALE COM A MARIANA

Fale comigo agora!

PARA OS PAIS

Nossas regras e orientações!

Criação e Hospedagem